ALGUNS POEMAS DE PEDRO DE LUCENA

EXPECTATIVAS?

parabólicas2

Capa do e-book de Pedro de Lucena, de onde os poemas aqui publicados foram retirados, com permissão do autor. Clique na imagem para ler o e-book.

Da vida quero o viva!

Do abraço o aperto.

Do hoje o instante, do amanhã recomeço.

 

DESMOTIVO

(Intertextualidade com “Motivo” de Cecília Meireles)

Eu me desmotivo sem motivo.

Vivo sempre perplexo,

Querendo a sombra de um amigo

Onde eu possa descansar.

Me sinto levado pelo vento de minha solidão,

E só mesmo lendo Lispector para refletir minha escuridão.

Se me desmonto não sei, não sei.

Se me refaço me desmonto de vez.

Até que me reencontro outra vez e me pergunto:

Demoras a vir, e quando chegas logo vais embora?

Fujo de mim mesmo todos os dias.

Se sou alegre ou triste, distante ou próximo, afetuoso ou insensível,

Nem mesmo eu sei.

Mas, de tudo isso e dentro disso tudo existo,

E uma coisa eu digo:

Sou autista e isso é tudo.

Contos da solidão

No dia 27 de novembro foi lançada a coletânea 28 Cantos de Solidão, que  conta com um texto de Pedro.

SENTIDO

Sentido sinto sem sentir,

Sigo sentindo sempre sua sensação.

Sinto sonidos secretos,

Som sinuoso, sincero silêncio

Sinto sentir.

Surreal, sal, sentido, sabor, sorrir.

Sonho secreto senti.

Sofrimento, solidão, sólida sensação

Sinto sem sentir.

 

O SORRISO DA ALMA

Sinto minha alma sorrir

De perene alegria se encher

Quando dela irradia

Toda luminosidade do meu ser.

Vívido, deslumbrante e límpido ser,

Que mesmo sendo estranho e escondido

Revela-se ingênuo e destemido

Em busca de viver.

Essa luz que brilha em meu ser

Vem da fonte de eterna energia,

Jesus o filho de Deus,

Meu salvador e guia.

 

AGONIAS

(musicada por Hanna Vitória e Júnior Xanfer)

Das agonias que me invadem o ser

Muitas são as que me não deixam ser

Seguro de mim mesmo, um ser em desespero,

Uma estranha criatura a vagar.

As angústias que me inundam

Me levam para o alto mar

Onde as águas são mais turvas e profundas,

Onde perdido não sei navegar.

Onde estás ó alma minha?

Sai desse calabouço de solidão,

Sai dessa agonia de escravidão.

Liberta-te dessa gota de ilusão


Pedro de Lucena

Pedro de Lucena comunicando-se por meio da comunicação facilitada

Pedro Carvalho de Lucena, atualmente com 20 anos, mora no Recife, é autista “não verbal” e se comunica digitando em um teclado.

Com o suporte de um profissional facilitador, utilizando a estratégia de comunicação alternativa chamada Comunicação Facilitada, Pedro digita o que quer dizer, seus pensamentos e sentimentos, e assim escreve seus poemas e textos.

Alguns poemas de Pedro já foram publicados na Revista Subversa de Literatura Luso-brasileira, e em julho de 2018 foi publicado seu primeiro livro de poesias intitulado “Parabólicas”, na forma de ebook.

O seu conto “Viajante do Silêncio” consta da coletânea “28 Cantos de Solidão” organizada pelo escritor Paulo Caldas, cujo lançamento ocorrerá no dia 27.11.2018 no Clube Alemão do Recife. 

Pedro tem se apresentado em alguns eventos, como no 1º Encontro Brasileiro de Pessoas Autistas (EBA), organizado em 2016 pela Abraça, em Fortaleza, e tem sido uma inspiração para as pessoas autistas e não-autistas que o conhecem.

Em 2018 Pedro foi aprovado no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA), em todos os conteúdos do Ensino Médio, e pensa fazer faculdade de pedagogia ou psicologia, para ajudar outras pessoas autistas.

Até os 13 anos de idade, Pedro não tinha um meio para expressar seu mundo interior. Seus primeiros versos, feitos pouco tempo depois de começar a se comunicar digitando, diziam:

 

Bacana saber que eu sou entendido

Só, doente, mostro meu sentimento

Antigamente mamãe me nascido

Agora soa só meu pensamento.

Anúncios
Esse post foi publicado em Comunicação, Não falante, Neurodiversidade, Pedro de Lucena e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s