deficiência/deficiente X disability/disabled

A tradução do par “disability/disabled”, do inglês para o português, é uma tarefa complicada, sobretudo em contextos como muitas vezes aparecem neste blogue, onde as nuances da terminologia acabam afetando fortemente o discurso.

A tradução de “disability/disabled” é “deficiência/deficiente”, o que muda e o que torna a tradução por vezes problemática é a conotação negativa que a palavra ainda tem no Brasil.

A palavra “deficiência” corresponde a duas palavras no inglês, cada uma com uma função. São elas “disability” e “deficiency”. Sendo “deficiency” falta, falha, imperfeição, etc., e na linguagem médica, usada para designar as deficiências de vitaminas, de hormônios e etc.

Já a “disability” significa uma limitação em certa habilidade, literalmente. Ou melhor, ela é uma limitação em certa habilidade que seja comum a indivíduos “típicos”, como a habilidade de andar, de falar, de ouvir, etc.

Por outro lado, no Brasil temos a mesma palavra para expressar os dois significados; o de falta/falha (deficiência de potássio, por exemplo) e o de “desabilidade”. Talvez este fato corrobore com a conotação negativa da palavra, apesar de ser apenas uma hipótese minha.

Devemos lembrar aqui, que não ter uma habilidade não é o mesmo que incapacidade. Ter uma deficiência significa apenas que modificações e adaptações serão feitas para que o indivíduo execute certas funções.

Na comunidade de autistas ativistas nos Estados Unidos, as pessoas se auto-denominam “disabled”, com orgulho, e até mesmo estimulam o uso da palavra para esvaziar qualquer resquício de negatividade relacionado a ela.

O uso da palavra “deficiência” sem uma conotação negativa vem crescendo no Brasil nos últimos anos, no contexto do autismo, principalmente com a tramitação de leis que garantem direitos aos indivíduos. Porém, até o momento, a frequência e a naturalidade do uso de “deficiência” pelos próprios autistas brasileiros ainda não são os mesmos que a frequência e naturalidade do uso de “disabled” pelos autistas americanos.

Eu acredito que à medida que as pessoas passem a conhecer o “modelo social da deficiência” e passem a entender a deficiência sob essa ótica, o uso da palavra perderá a conotação negativa que tem até hoje no Brasil.

 

3 respostas para deficiência/deficiente X disability/disabled

  1. Beatriz disse:

    Alexia, tudo bem? Uma tradução viável para disability não seria incapacidade, dependendo do contexto? Tenho dicionários médicos que traduzem disability como incapacidade (intelectual ou física). Abraços

    Curtido por 1 pessoa

  2. Marcos Paulo disse:

    Interessante a reflexão. Independente d qualquer coisa o que vale é o respeito.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s